Dicas Roteiros Ultimas

Muralha da China

25 de junho de 2019

autor:

Muralha da China

Muralha da China

Um monumento milenar, gigantesco, símbolo de um país e até hoje inacabada. É claro que se trata da Grande Muralha da China. Já pensou em visitá-la? Hoje vamos falar sobre uma das 7 maravilhas do mundo antigo.

Ela começou a ser construída em 215 a.C com o intuito de proteger a região dos inimigos. Pelo visto eram muitos, afinal, a obra continuou pelos séculos seguintes, ganhando seu último grande trecho relevante entre 1368 e 1644, durante a dinastia Ming. 

Ao todo são mais de 21 mil quilômetros e é a maior construção feita pela humanidade. É claro que não é possível percorrê-la inteira, não só pelo tamanho, como também porque muitos pontos não estão abertos para visitação ou até mesmo já nem existem mais. Por isso, separamos por trechos os principais e os melhores locais para visitar, partindo de Pequim.

Como chegar

A Muralha fica em a aproximadamente uma hora de Pequim, variando o tempo de acordo com o trecho onde você pretende visitar. Há, claro, diversas rotas e maneiras de chegar lá. Quem gosta de independência, por exemplo, pode pegar um ônibus, mas já adiantamos que essa não é nossa recomendação. Isso porque acreditamos que o melhor jeito de chegar ao destino é saindo de van/carro/passeio com um guia, já que escolher essa opção não é financeiramente muito mais cara do que optar pelo transporte público. Além disso, você não corre o risco de se perder ou demorar mais tempo para chegar do que o necessário. Em passeios demorados como esse, tempo é precioso. 

Então, mais do que um tutorial de como chegar de fato ao destino, essa é uma dica preciosa que acreditamos que seja útil. Muitos hotéis trabalham ou conhecem grupos que fazem o passeio, portanto é fácil conseguir. Escolha a empresa, saiba para qual trecho ela vai, certifique-se do tempo em média necessário para chegar e deixe para “desperdiçar” seu tempo nos longos caminhos da Muralha.

Os principais trechos de visitação

Agora vamos falar um pouco dos principais trechos a serem visitados, considerando a saída de Pequim. A ideia é compartilhar informações básicas, mas bastante úteis sobre cada um deles.

Mutianyu

90 Km de Pequim | Melhor época: abril, maio, setembro e outubro |
Funciona das 7h30 às 17h30

Apesar de não ser o trecho mais badalado, escrevemos primeiro sobre Mutianyu pois ele acaba virando um dos pontos de visitação prediletos de alguns dos visitantes. O trecho é bem restaurado, tem um ar turístico, uma vista linda, atrações interessantes e, ainda por cima, não costuma estar lotado, sendo ótimo de visitar . Recomendamos acessá-lo pelo teleférico e voltar do mesmo jeito, ou se você tiver espírito aventureiro, descendo de tobogã (isso mesmo!). 

O grande destaque são as torres de vigilância construídas entre os séculos XVI e XVII d.C, período da dinastia Ming, que foi responsável por boa parte da construção desse trecho.   

Badaling 

70 Km de Pequim | Melhor época: março a maio e setembro a novembro | Funciona das 6h30 às 18h00

Agora sim falamos do trecho mais badalado, leia-se visitado, da Muralha.  Não recomendamos visitá-lo em épocas de férias ou feriados chineses, pois ele fica completamente lotado de um jeito que pode ser desagradável. 

Feita a ressalva do período, o trecho também é lindo e pronto para receber turistas. Lá foi instalado piso “regular” e corrimões de apoio. Uma boa estrutura que auxilia quem tem restrições de mobilidade.

Construída também no período da dinastia Ming, ela foi primeiro trecho a ser aberto oficialmente a turistas, em 1958, fato que também contribuiu para deixá-la tão popular. 

Juyongguan Pass

60 Km de Pequim | Melhor época: abril a outubro | Funciona das 8h30 às 17h30

Esse trecho é bem próximo a Pequim e tem uma particularidade bacana: é adaptado para visitação de cadeirantes. O mesmo conselho sobre Badaling vale aqui, evite os períodos de festividades e o passeio deverá ser ótimo. 

Uma curiosidade histórica sobre o local é que o próprio Genghis Khan, o imperador mongol, avançou por esse trecho durante a conquista de parte do território chinês. Olha que ousadia!

Do momento em que se chega na Muralha, já nos primeiros passos, você sabe que está diante de algo único e sem precedentes na história da humanidade. Hoje falamos informações básicas sobre locais de visitação e um pouco de suas atrações.  É claro que há diversas outras coisas para fazer e ver na Grande Muralha da China. É possível até acampar por lá.

Quem sabe em breve não revisitamos esse tema e falamos de outros aspectos. Até porque assunto não falta…!! Continue nos acompanhando! 

Comente aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *